De Designer Estagiário a Motion Designer: uma evolução em pleno movimento

Atualizado: 19 de jul.


Mesa com equipamentos de motion design.

Você já deve ter se perguntado: “Quem são as pessoas que fazem parte da Buenas?”. Bom, somos feitos por profissionais engajados que, ao longo do tempo, conquistaram experiências e capacidades ímpares. O Luiz Felipe, integrante da equipe de Criação da Buenas Agência de Publicidade, é um exemplo disso.


Nos quase 3 anos que está conosco, tivemos o prazer de acompanhar cada passo da evolução de um Designer para um Motion Designer, ou melhor: o Motion Designer! Podemos dizer que houve muito aprendizado envolvido, curiosidade e paixão. E, já que ele é a pauta deste artigo, vamos contar um pouco sobre sua trajetória nessa profissão que faz arte e também a movimenta.


O que era apenas um hobby, acabou virando a profissão do Luiz Felipe. O primeiro projeto que desenvolveu foi para uma festa, ele criou pelo celular mesmo o logotipo e o post de divulgação para uma festa. Foi então que ele viu uma oportunidade para ganhar uma grana extra. Mais à frente, iniciou como designer estagiário em uma agência de Cuiabá.


Mas quer saber de onde veio tanta inspiração e gosto pelo universo do design gráfico? Do seu pai, Paulo Maria Ferreira Leite, um dos pioneiros do Marketing no estado de Mato Grosso e principal influência para que Luiz pudesse descobrir-se na área também.


Como de praxe, todo projeto nos coloca diante de desafios. E para o Luiz Felipe não foi diferente, essa imersão o ensinou que é preciso estar aberto a feedbacks e cenários inconstantes. Isso, somado à convivência com seus colegas e gestores, o proporcionou crescimento profissional e pessoal.


O primeiro job a gente nunca esquece


Como um bom profissional curioso e autodidata, Luiz foi desvendando aos poucos a edição de vídeo no After Effects. Nunca faltou disposição para tirar dúvidas e aprender através de vídeos tutoriais na internet. Isso tornou a sua transição mais gradativa e natural.


A primeira peça que desenvolveu como Motion Designer foi para o Congresso Internacional de Odontologia de Mato Grosso (CIOMT). Dá só uma espiada:


A liberdade também conta muito para o nosso Motion Designer. Ao ser perguntado sobre quais vídeos ele mais curtiu editar, ele sinalizou esses dois: 400% de crescimento da Agro Amazônia com a Buenas e Efeito Manada.



Luiz Felipe, motion design

3 dicas para ser um Motion Designer


Inspirador, não é mesmo? A trajetória do Luiz Felipe representa bem a frase de Confúcio: “Trabalhe com o que você ama e nunca mais precisará trabalhar na vida”. E para a Buenas é muito satisfatório estar ao lado de pessoas que gostam do que fazem e se dedicam para obter o melhor resultado.



E, para finalizar, Luiz compartilhou 3 dicas que o ajudaram muito a se tornar um Motion Designer. Acompanhe:


1- Pré-job:

Antes de começar a animar, organize seu layout em um programa estático (Illustrator/Photoshop). Dessa maneira você consegue pensar como os elementos vão se comportar durante a edição e quais são as possibilidades que seu layout tem.


2- Organização:

Organize o workspace do programa que você usa. Se ele estiver bagunçado, você vai perder muito tempo procurando coisas que já poderiam estar ali, na sua frente.


3- Saia do óbvio:

Sempre tente algo ou uma ferramenta diferente. Você não verá as possibilidades se não arriscar!


Quer saber mais sobre o TeamBuenas?


Clique aqui e conheça os colaboradores que fazem parte da Buenas.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo